Cinco dicas para PMEs alcançarem seu público de maneira eficiente

Cinco dicas para PMEs alcançarem seu público de maneira eficiente

Conhecer bem o cliente e usar o conhecimento para surpreendê-lo são algumas delas

Pesquisa do Instituto Kantar TNS indica que 74% dos consumidores brasileiros buscam informações na Internet sobre a empresa na qual têm interesse antes de fazerem qualquer negócio. Portanto, uma estratégia de marketing digital bem estruturada é uma alavanca para o sucesso nos negócios, e isso é especialmente válido para as PMEs.

Além de fortalecer e divulgar a marca, o marketing digital ajuda na aproximação com clientes cativos e em potencial, o que tem grande valia para os negócios que dispõem de verbas enxutas. Pensando nisso, preparamos especialmente para as PMEs cinco dicas para alcançarem melhor o seu público-alvo.

Conhecer bem o cliente (e o mercado)

Nos EUA, 42% das pequenas empresas fracassam por não terem espaço para seus produtos ou serviços e 14%, segundo estudo da Visual Capitalist (2017), não vão para frente por ignorarem seus clientes. Por isso, é importante pesquisar o mercado antes de se lançar em um empreendimento. Saber quais são os interesses do consumidor também é fundamental para conseguir oferecer aquilo que ele deseja.

Usar o conhecimento para surpreender o cliente

Sabendo o que o cliente gosta, a empresa pode oferecer algo do seu interesse quando ele fizer uma visita ou voltar ao site. De acordo com o que o consumidor pesquisa na página da empresa, é possível entender suas preferências e assim adequar a oferta à procura.

Trabalhar com buscadores

93% da experiência online começa com as ferramentas de busca e 47% das pessoas clicam em um dos três primeiros itens da lista oferecida pelos buscadores, segundo report do Search Engine Journal (SEJ) em 2017. O SEM (ou Search Engine Marketing) usa os buscadores, como Google e Bing, com o intuito de atrair visitantes e clientes para o site da empresa. Para isso, é possível otimizar o site para que ele apareça melhor posicionado no ranking dos resultados listados. Este método é conhecido como SEO (Search Engine Optimization). Além disso, também é possível fazer anúncios patrocinados nos quais a empresa paga para aparecer entre as primeiras opções ranqueadas.

Não se esquecer do mobile

Um estudo do Google em parceria com o BCG aponta que 50% dos negócios B2B são feitos em smartphones. A previsão é de que para 2020 essa porcentagem suba para 70%. Acredita-se que o uso dos smartphones neste tipo de transação acelere o processo em 20%, segundo o BCG. No Brasil, aliás, o percentual de usuários que acessam a internet apenas por celular (49%) superou a daqueles que combinam celular e computador (47%), segundo o estudo TIC Domicílios 2017. Tendo em vista estes dados, é importante aplicar o conceito mobile first, que direciona o foco da arquitetura e do desenvolvimento dos projetos web prioritariamente para os dispositivos móveis.

Apostar em estratégias de automação de marketing

Nossa última dica diz respeito à automação de marketing. O uso de algumas técnicas pode oferecer às chamadas o formato ideal para atrair o cliente. Com este recurso, é possível alimentar leads (contatos de possíveis consumidores ou clientes) ainda incompletos, incrementar o processo de vendas e baixar os gastos para a aquisição de novos clientes.

Fonte: https://www.terra.com.br

Envie seu comentário